Entenda o que é enxerto ósseo e quando ele é necessário
  • Facebook Simples Implantes
  • Instagram Simples Implantes
  • YouTube Simples Implantes

contato@simplesimplantes.com.br

(31) 99386-4740 | (31) 4102-5662

Funcionamento: 

Barreiro - segunda a sexta, das 08h às 18h | sábado, das 09h às 13h

Planalto e Santa Efigênia - segunda a sexta, das 08h às 19h | sábado, das 08h às 12h

RT: Dra. Raphaela Drummond - CRO/MG 35.282 - Clínica CRO/MG - EPAO-F-3686

Copyright © Simples Implantes 2017. Desenvolvido por Bonita Comunicação.

 

Política de Privacidade.

 BLOG DA ODONTOLOGIA 

Entenda o que é enxerto ósseo e quando ele é necessário

06/09/2019

Publicado por

 

O implante dentário é a melhor opção de tratamento para quem perdeu um ou mais dentes na boca. O procedimento devolve a autoestima e qualidade de vida do paciente, pois além da estética, as funções mastigatórias também são restabelecidas.

 

No entanto, nem sempre o paciente tem a quantidade necessária de osso para se submeter ao tratamento. Neste caso, é necessário fazer um enxerto ósseo. Quer saber mais sobre o funcionamento dessa técnica? Então continue a leitura deste artigo.

 

 

O que é enxerto ósseo?

 

O enxerto ósseo consiste em uma técnica na qual é retirada de um fragmento do osso para implantar em outro local.

 

 

Quais são os tipos de enxerto ósseo existentes?

 

Há três tipos de enxerto ósseo, atualmente. São eles:

  • enxertos autógenos: são retirados do próprio paciente. É a melhor opção, pois não apresenta risco de rejeição;

  • enxertos alógenos: são materiais doados por outras pessoas. Nesse caso, o osso é adquirido de um banco de ossos;

  • enxertos xenógenos: são materiais vindos de animais, sendo que o mais comum é de origem de bovina.

 

Quem precisa se submeter ao enxerto ósseo?

 

Para colocar um implante, é preciso que o paciente tenha uma quantidade de osso satisfatória para que o pino de titânio fique firme na boca. No entanto, há pessoas que sofrem com a perda óssea, seja devido à idade, doenças bucais ou a ausência de dentes há muito tempo.

Nesses casos, é necessário que o paciente faça o enxerto, pois, caso contrário, o tratamento não vai proporcionar os resultados desejados. Mas vale lembrar que apenas o dentista pode dizer se há necessidade do uso dessa técnica e qual tipo de enxerto utilizar.

 

 

Há contraindicações para o uso da técnica de enxerto?

 

Apesar de o enxerto ser essencial em alguns casos, a técnica não é indicada para certos pacientes. Pessoas que sofrem de doenças periodontais devem fazer tratamento antes de se submeter ao implante com enxerto.

 

Para alguns casos de pacientes que sofrem de diabetes, fumantes, menores de 18 anos, que ainda podem ter a estrutura óssea reabilitada naturalmente, o enxerto também não é recomendado.

 

Gostou do post e está à procura de profissionais especializados para cuidar de seu sorriso? Então entre no site da Simples Implantes e conheça os tratamentos oferecidos.

 

 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no LinkedIn
Compartilhe no Pinterest
Compartilhe no Google Plus
Curta este post
Please reload

Posts Em Destaque

Benefícios da tecnologia nos implantes dentários

1/4
Please reload

Posts Recentes

Please reload

Arquivo